IV Domingo da Páscoa

22 de abril de 2018

 

Admonição inicial

Neste 4º Domingo da Páscoa, o Evangelho de S. João, apresenta-nos Jesus Cristo, como a figura do «Bom Pastor» (Jo 10, 1-10).

O pastor, para S. João, é aquele que à custa da própria vida enfrenta todos os perigos que põem em risco o seu rebanho!

Para realçar esta imagem, o trecho de hoje, contrapõe-lhe a figura do mercenário, que se limita a observar as cláusulas mínimas do contrato! Mas, ao invés dele, o Bom pastor segue apenas uma lei única: a lei de um amor louco e sem limites pelas suas ovelhas!…

A Parábola do Bom Pastor é dirigida a todos os cristãos, sem exceção! Por isso, cada discípulo de Cristo deve imitar a generosidade incondicional do seu Mestre sem cálculos nem medidas!