XXVII Domingo do Tempo Comum

07 de outubro de 2018

 

Admonição inicial

A liturgia deste domingo ensina-nos que, no projeto original de Deus, o matrimónio é indissolúvel; e que a indissolubilidade e a castidade foram propostas como defesa da dignidade do homem e da mulher.

Como só o amor eterno, expresso no compromisso insolúvel, respeita o projeto primordial de Deus, o casal cristão deve testemunhar, com a sua doação sem limites e a sua entrega total, o amor de Deus pela humanidade.

Mas a Palavra de Deus, que hoje escutamos, ensina-nos também que: mostrar-se compreensivo e paciente, com situações irregulares, não significa renunciar à sabedoria do Evangelho, nem ceder à lógica dos homens! É antes, porém, uma atitude de grande sabedoria pastoral!

E, para se chegar a entender, o que parece discorde e incompreensível, é necessário voltar a ser criança e deixar-se imbuir de uma sabedoria completamente nova: a Sabedoria de Deus!