XIX Domingo do Tempo Comum

12 de agosto de 2018

 

Admonição inicial

A travessia de Elias pelo deserto, de que nos dá conta a 1ª leitura, é imagem perfeita da nossa condição peregrina, por caminhos de pó e de suor, à procura do alimento que possa saciar e renovar as nossas forças fatigadas – a Palavra de Deus viva e eficaz!

Comer a carne de Cristo é assimilar a Palavra, à maneira de pão, tornando-a parte integrante de nós mesmos, para a transformar em vida com sentido, nos irmãos cansados e desiludidos.

Na ânsia de infinito, que o habita, o homem experimenta beber em muitas fontes e cisternas rotas, até ao dia em que reconhece que só há uma Fonte inesgotável de sentido e plenitude – Jesus Cristo – o Pão Vivo descido do céu! Só esse alimento, admirável e inefável, pode satisfazer a necessidade de sentido e vida plena que habita o nosso coração inquieto!