Domingo III do Advento – Ano C

16 de dezembro de 2019

 

Entrada

Alegrai-vos sempre no Senhor | J. P. Martins

 

Ato penitencial | Melodia do Missal (cf. NCT, 118/119) com o texto seguinte:

Senhor, alegria de Jerusalém e seu poderoso salvador. Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, alegria que brota das fontes da salvação. Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, alegria da boa-nova que João anunciou. Senhor, tende piedade de nós.

 

Apresentação dos dons

Sabei que o nosso Deus | M. Simões

Abra-se a terra e germine | M. Luís

 

Comunhão

Uma voz clama no deserto | J. P. Martins

Dizei aos desanimados | F. Santos

 

Pós-comunhão

Para conferir unidade ao Tempo do Advento, sugere-se que se faça sempre o mesmo canto neste momento celebrativo:

Maranatha, vinde Senhor Jesus | M. Luís

com o texto:

Alegrai-vos sempre no Senhor.

Novamente vos digo: alegrai-vos.

Seja de todos conhecida a vossa bondade.

O Senhor está próximo.

 

Final

Cântico que se possa repetir durante todo o Advento; por exemplo:

– Abri as portas ao Redentor | C. Silva

– Maria, fonte da esperança | M. Luís

 

Nota: é já um rito muito difundido o do acendimento das velas da coroa de Advento. Pode tomar-se o mesmo canto em todos os domingos, expressando a unidade deste importante tempo litúrgico:

Vinde, Senhor, vinde salvai-nos | M. Luís